português español english

Notícias

< Voltar

24 Jun 2017E o que acontece durante a due diligence?

A due diligence é um pente-fino cujo objetivo é mensurar os riscos que uma fusão ou aquisição oferece aos envolvidos. Nesse trabalho, procura-se por problemas que levem a empresa a desembolsar dinheiro no futuro – como impostos não recolhidos que possam ser cobrados pelo Fisco. "Qualquer imprevisto que possa prejudicar O fluxo de caixa na empresa após a fusão diminui o valor do negócio" diz Rodolfo Zeidler, sócio de finanças corporativas da Consultoria Hirashima & Associados.

Nessa etapa, costumam ser analisados quatro aspectos:

Riscos Trabalhistas
Os contratos com os funcionários são vasculhados em busca de problemas que possam gerar pedidos de indenização e processos na Justiça do Trabalho. Em geral, incorrem em mais riscos as empresas que contratam empregados sem carteira assinada ou fazem seu pessoal receber como pessoa jurídica, numa tentativa de diminuir custos trabalhistas. " Se esses funcionários forem para a Justiça, provavelmente ganharão o direito de receber benefícios como fundo de garantia e contribuições para o INSS que deixaram de ser recolhidas", afirma Zeidler. "Num caso assim, se condenada, a empresa ainda é obrigada a pagar multas por não cumprir a lei",

Riscos Tributáveis
Esse levantamento tem como objetivo verificar se o recolhimento dos impostos está em dia. Se forem detectadas falhas no controle tributário, uma avaliação é feita para determinar aproximadamente o valor das indenizações às quais a empresa pode ser condenada a pagar. " A diligência tributária, assim como a trabalhista, pode inviabilizar muitos negócios" afirma Zeidler.

Riscos Comerciais
Antes de fechar o negócio, o comprador precisa saber se há furos no planejamento que comprometem as projeções que serviram de base para a avaliação. Deve-se aferir, por exemplo, se os resultados dependem de poucos clientes ou de um número pequeno de fornecedores. É o tipo de situação que aumenta o risco de sofrer quedas nas vendas caso alguém deixe de comprar ou de ficar sem matéria prima se houver atraso nas entregas.

Riscos Contábeis
Os auditores analisam os balanços para saber se tudo está em ordem. Entre outros aspectos, nesse momento é observado se as regras contábeis de amortização dos ativos físicos são aplicadas corretamente. " Problemas no balanço indicam um risco maior de que as projeções sobre a geração de caixa não se concretizem" diz Zeidler.

< Voltar